Seguradores admitem discutir comissão mínima

img_0085-3-397x265

No XVII CONEC, o estabelecimento de um percentual mínimo de comissão de corretagem foi um dos temas abordados no painel “O Futuro da Corretagem de Seguros”, que reuniu os principais executivos das maiores seguradoras do Brasil, na manhã desta sexta-feira (07 de outubro). “Muitas companhias já adotaram um comissão referencial, na maioria dos casos, em torno de 10%. Sabemos que o corretor quer 15% ou 20%. Podemos discutir essa questão, inclusive no grupo de trabalho intersindical já criado pelo SindSeg-SP e o Sincor-SP”, afirmou o presidente da Sompo Seguros, Francisco Vidigal Filho.

Já o presidente da SulAmérica, Gabriel Portella, disse que o assunto precisa ser amplamente discutido. “As margens estão caindo. E quem paga a comissão é o segurado. Então, se vamos combinar algo, precisamos ver qual a capacidade do cliente para pagar”, alertou.

Na avaliação de Portella, independentemente dessa discussão, o corretor deve também investir na possibilidade de ganhar mais com a comercialização de produtos diferentes para o mesmo cliente.

Fonte: CQCS

Comentários de “Seguradores admitem discutir comissão mínima”

  1. Trabalho há quase meio século em seguros e tenho por diretriz me colocar à disposição de meus segurados em plantão 24h durante toda a vigência do seguro. Assim, eu creio que não devo me orientar em quanto o cliente pode pagar e sim de quanto será a minha remuneração mais adequada.

Deixe seu comentário

Endereço: Av. Rio Branco, nº 124, 4º-9º-10º e 11º pavimentos, Centro - Rio de Janeiro - RJ